Noite Latino-americana e Celebração de Envio encerram programação do 12º ENPJ no Acre

Por Kelton Pinho e Vitória Correia

A Festa do Bem Viver Latino-americana do 12º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude (ENPJ) aconteceu na noite deste sábado, 13, no Ginásio Municipal, localizado no bairro Universitário III, em Rio Branco, Acre. Com apresentações, a atividade reuniu as delegações, equipes de trabalho e comunidade em geral para celebrarem o encerramento do Encontro. A celebração de encerramento e envio, aconteceu na manhã de domingo, 14, na Catedral Nossa Senhora de Nazaré.

Noite Latina Americana reuniu delegados para celebrar o Bem Viver (Foto: Larissa Oliveira).

Noite Latino-americana reuniu delegados (as) para celebrar o Bem Viver (Foto: Larissa Oliveira).

Animados ao som de músicas regionais e da PJ, a juventude participou da Festa do Bem Viver com apresentações dançantes e elementos das culturas locais. Segundo o referencial da equipe de Animação e Cultura, Jhon Nobre, a ideia foi trazer algo da cultura de cada regional para partilhar com os demais.

“Queríamos trazer a questão latina, mas que não esquecesse as tradições acreanas. Articulamos juntos com os regionais, que cada um deles trouxessem alguma culinária local, como comida típica, bebida ou doces, para que todos partilhassem nessa Festa do Bem Viver”, explicou Nobre.

Para o delegado Gustavo Remboski, representante do Regional Sul 3, da Diocese de Erexim, no Rio Grande do Sul, a noite Latino-americana além de celebrar o Bem Viver, foi um momento de mostrar a diversidade. “O fato do Encontro acontecer em um solo marcado de luta, sofrimento e o qual é visto com muito preconceito, como o Acre, a noite cultural nos aproxima, mostrando que há traços em comum entre nossas culturas. Isso tudo fortalece as relações e constrói o nosso Txai”, afirmou ele.

Juventude animou o evento (Foto: Larissa Oliveira).

Juventude animou o evento (Foto: Larissa Oliveira).

Segundo Jaqueline Alves, representante do Sul 1, da Diocese de Marília, em São Paulo, as apresentações na atividade foram mais um momento de celebração e partilha das culturas regionais. “Foi muito bonito as apresentações, porque os regionais expressaram a cultura particular deles, mas não deixaram de lado a temática abordada pelo ENPJ. Foi importante essa festa que nos unem como companheiros e companheiras da pátria grande. Estar junto celebrando, mexendo nossos corpos e colocando muito sentido nas coisas que nós fizemos na dimensão da celebração também”, disse a delegada.

Celebração de encerramento e envio

Baseado no passo metodológico “celebrar”, a missa de envio foi presidida pelo bispo dom Joaquín Pertíñez e contou com a presença das equipes, delegados e comunidade em geral. Após a missa as delegações se dirigiram para o almoço e despedidas na Universidade Federal do Acre (Ufac).

Último dia de ENPJ foi marcado por celebração de envio (Foto: Paulo Santiago);

Último dia de ENPJ foi marcado pela celebração de envio (Foto: Paulo Santiago);

O coordenador nacional da PJ pelo Regional Noroeste, Deivisson Souza, avaliou que mesmo com os imprevistos, o Encontro Nacional foi muito produtivo. “Foram muitos frutos, muitos talentos que surgiram. É gratificante poder receber em terras acreanas um pedaço do Brasil. Foi gratificante a gente dá conta de realizar um sonho, porque foi tudo muito bem rezado, pensado”, afirmou.

“As equipes interagiram muito, as bases, as proximidades com as famílias. O trabalho foi grande, mas o resultado foi melhor ainda. Muito agradecido a Deus por tudo, a todas as pessoas. Foi uma satisfação grande receber todo mundo em terras acreanas”, completou Deivisson.

Para o bispo referencial da juventude pelo Regional Noroeste, dom Benedito Araújo, o ENPJ ter acontecido no Acre foi um momento único e histórico. “Realizar o 12º ENPJ foi um verdadeiro tempo de graça para a Igreja local e a juventude, sobretudo considerando o dinamismo que todos se colocaram à disposição para acolher e ajudar na realização do Encontro, e eu acredito que foi um evento muito frutuoso” ressaltou o bispo.

12º ENPJ se encerra no Acre (Foto: Paulo Santiago).

12º ENPJ se encerra no Acre (Foto: Larissa Oliveira).

A delegada Ilzeane Rocha, representante do Regional Nordeste V, da Diocese de Grajaú, no Maranhão, participou pela primeira vez do ENPJ, disse que deixar o comodismo de lado valeria apenas se fosse por um plano maior e que foi uma alegria participar como delegada.

“Do Encontro levo as amizades que fiz, o aprendizado e afins. Superou todas as minhas expectativas e me fez crescer como jovem cristã. Levo comigo um pedaço do Acre em meu coração, a família hospedeira, acolhida, a preocupação de cada um para fazer com que o ENPJ acontecesse, foi muito lindo tudo que vivemos. Foram oito dias aqui nessas terras acreanas e cada dia de vivência era único em nossa vida”, contou Ilzeane.

As delegações começaram a voltar as suas cidades na tarde de domingo. O próximo ENPJ acontecerá em 2021 em um estado que será definido posteriormente.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

 Pastoral da Juventude

Site oficial da Pastoral da Juventude, organização de jovens ligada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB