Ser ressuscitado é bom, ajudar a ressuscitar os outros é maravilhoso, é graça de Deus!

luz-caminhada-pascoa1

Ninguém se salva sozinho – essa é uma das certezas do Evangelho e da teologia de Paulo. A salvação é graça de Deus e nos salvamos comunitariamente. É preciso fazer bem nossa parte, livremente, no caminho da fé e da fidelidade aquilo que acreditamos. Mas, isso não basta! É preciso olhar para o lado e ver as “salvações” que a humanidade necessita. Fazer as coisas bem, necessariamente, nos lança para sairmos de nós e encontrarmos o outro e a outra e, aqui, tem lugar impreterível os pobres. Não há como se salvar fora dos pobres, já disse Jon Sobrino. E, gloriosamente, com a Páscoa, pode-se dizer, não há como ressuscitar sem os pobres. Ou, digo de outra maneira: fora dos pobres não há Ressurreição. Ressuscitar com os pobres é compromisso radical com o fim da pobreza e tudo que produz empobrecimento.

O ponto alto da nossa vida de fé é o dia de hoje: Jesus Ressuscitou! Glória a Deus! Mais uma vez podemos dizer: em tudo Jesus foi humano, até no sofrimento e na morte. Em tudo Ele foi divino, no sofrimento, na morte e na Ressurreição.

Ora, se Jesus Ressuscitou, nós também haveremos de ressuscitar. Um dia para a vida eterna. Hoje, para as situações do cotidiano. A Ressurreição é graça de Deus e, nós, humanamente, podemos nos ajudar nas “ressurreições” necessárias. A Ressurreição pode ter nome de esperança, de vida plena, de alegria, de felicidade… de vitória! Uma vitória pessoal, de superação de um sofrimento, de um peso, de uma dor… mas, sobretudo, é uma vitória do povo! Uma vitória comunitária! Hoje é dia de dizer um “Jesus venceu”, um “eu venci” e, mais importante: “nós vencemos”. Uma vida de ressuscitados! Com a Cruz, ficamos ao lado do Crucificado e dos crucificados. Com a Ressurreição, vivemos a glória da vida do lado de Jesus e vivemos a esperança das “ressurreições” sempre de novo necessárias e urgentes.

É uma Feliz Páscoa porque Jesus Ressuscitou. Fez uma passagem! É Páscoa porque é celebração, é encontro, é presença, é esperança, é vida…! Ainda será mais “Páscoa” se os crucificados tiverem mais pessoas ao seu lado para os ajudarem nas “ressurreições” diárias. Até um dia em que, com Deus, viveremos a Ressurreição eterna, juntos! Páscoa é a festa da vida coletiva!

Feliz Ressurreição! Feliz “ressurreições”!

 

Pe Maicon A. Malacarne

 

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

 Pastoral da Juventude

Site oficial da Pastoral da Juventude, organização de jovens ligada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB